Evento do dia: 11/11/2013
Evento: 2ªMaluca - Ratos de Porão
Horario: 21:00
Descrição:  
Segunda Maluca apresenta:


Show com  Ratos de Porão

Abertura: Tijolo de seis Furos




Discotecagem: Claudio Cunha  + DJ Jamaica 

QUANDO: segunda-feira, 11 de novembro  de 2013. Cerveja em dobro até meia-noite.

Abertura da bilheteria : 21 horas
Abertura da casa: 22:15
Show RDP: 23:30


QUANTO: Antecipados :
R$ 25,00 (vinte e cinco reais) - Do  dia 7 de outubro ao dia 22 de outubro.
Do dia 23 de outubro até o dia do show: R$30,00 (trinta reais)



PONTOS DE VENDA: 

Vertigem  Tattoo Shop (Av. Independência, 1093 - fone:3311-3825) 
Back in Black(Shopping Total- Loja 2119 - fone:3018-7619)

Na Hora: R$40,00 (quarenta reais)
 
 

ONDE: Opinião – Rua José do Patrocínio 834 – Cidade Baixa – Porto Alegre/RS

 



 
 

 

Ratos de Porão na 2ªMaluca!!


Eles correram centenas de palcos. Fizeram shows e viagens memoráveis pelos quatro cantos do mundo. Começaram na música com o punk, quando o movimento explodiu em São Paulo em 1980. Transformaram-se num ícone da música e ganharam ainda mais adeptos quando começaram a se dedicar ao hardcore. O Ratos de Porão chega aos 31 anos de vida. 

Respeitados desde o início, os Ratos se destacaram entre bandas do início do movimento punk brasileiro, como Olho Seco, Cólera e Inocentes. Nem a "mudança" para o hardcore e as acusações de "fãs xiitas" atrapalharam a carreira da RxDxPx. São 14 trabalhos de estúdio e outros 3 registros ao vivo. Entre eles, um show memorável no lendário CBGB, templo do punk rock em Manhattan, Nova York, onde já tocaram, entre outros, Ramones, Blondie, Elvis Costello e The Dead Boys. Foi um marco para eles, como seria para qualquer banda do mundo.



Para Jão, fazer 31 anos na estrada, tocando sempre, gravando discos e DVDs, é inacreditável. "Quando montei a banda e alguém dissesse naquela época que iríamos viver disso, eu iria dar risada", lembra. "Não imaginava isso. A gente veio do punk paulista, sem perspectivas da periferia. Imaginar um futuro com música era impossível", conta. Até hoje a dificuldade citada pela RxDxPx é a mesma de outras bandas da cena underground. A falta de espaços para tocar e a dedicação para a cena metal, hardcore e extremo, linhas mais pesadas por parte de produtores, dificulta o caminho. "Temos público cativo no Brasil, mas ainda tocamos pouco. Na Europa, por exemplo, chegamos a passar 2 meses viajando e fazendo 50 shows nesse período", lembra Jão. "Na Alemanha, qualquer cidadezinha tem um clube, mesmo pequeno, sempre promovendo shows de metal, punk, som mais pesado", pontua.



A banda, formada por João Gordo (vocais), Jão (guitarra), Boka (bateria) e Juninho (baixo), está preparando coisa nova. "Temos ainda um disco, por contrato, pela DeckDisc. Estamos tocando, compondo. Queremos produzir, gravar e lançar ainda esse ano", confessa Jão. Enquanto o disco não vem, o Ratos de Porão quer ainda tocar muito pelo Brasil e pelo mundo. 

A banda volta ao projeto 2ªMaluca ,depois de ter feito um show memorável em 2012.


Foto Marcos Hermes